O treinamento comportamental é uma ótima ferramenta para alinhar a postura dos colaboradores com a identidade da empresa. Essa estratégia ajuda a corrigir algumas atitudes pontuais dos funcionários que podem acabar prejudicando o desempenho da equipe e, consequentemente, do negócio.

Neste artigo vamos explicar o que é o treinamento comportamental e qual sua importância no desempenho da empresa. 

O que é o Treinamento Comportamental?

É um tipo de ação educativa que ajuda a melhorar as atitudes e posturas dos colaboradores, buscando alinhá-las a identidade e valores da empresa. Além disso, o treinamento comportamental vem auxiliar os profissionais a superar suas limitações pessoas – como medos, inseguranças, bloqueios – para alcançarem o seu potencial e trazerem mais resultados para a organização.

Esse tipo de treinamento pode ser visto erroneamente como uma tentativa de padronizar a identidade dos colaboradores. A diversidade é algo importante para as empresas: ter pessoas com vivências e experiências distintas traz muitas vantagens, como contribuir para encontrar novas soluções, enxergar problemas que costumam passar batido e a se conectar com outros públicos variados. No entanto, determinados comportamentos subjetivos podem acabar prejudicando o ambiente de trabalho.

O treinamento comportamental não vem apagar a individualidade dos colaboradores, nem ignorar suas vivências e até seu modelo mental. Essa ação vem corrigir algumas posturas e atitudes pontuais que impactam negativamente o clima organizacional e a produtividade. Alguns exemplos de problemas relacionados a esta situação são atrasos, conflitos internos, falta de comunicação e desequilíbrio entre a vida profissional e pessoal.

Essa estratégia também ajuda a despertar e trabalhar algumas qualidades nos colaboradores, como a criatividade e inovação para propor novas soluções, o desenvolvimento da inteligência emocional, capacitação de lideranças competentes, administração do tempo e até mesmo como falar bem em público. 

São pequenas questões que fazem a diferença no dia a dia das equipes e, consequentemente, no desempenho da empresa. 

Por que adotar o Treinamento Comportamental?

As pessoas são o principal ativo de uma empresa. Cada vez mais empresas estão percebendo como ter um público interno capacitado e engajado pode ser uma grande vantagem competitiva, produzindo mais e com maior qualidade.

Para chegar a este ponto, no entanto, é fundamental investir em treinamentos de todos os tipos: desde para capacitar tecnicamente os colaboradores; integrar novos funcionários; motivar as equipes e – neste caso – despertar ou corrigir os comportamentos dos profissionais.

Adotar o treinamento comportamental na educação empresarial pode trazer diversos benefícios para a organização. Primeiro, que ajuda a melhorar a postura profissional dos colaboradores: seus atos estarão alinhados às políticas internas, condutas éticas, valores e identidade da empresa – se afastando de atitudes que possam prejudicar o clima interno e causar danos a imagem do negócio.

Segundo, o treinamento contribui para melhorar o autoconhecimento dos funcionários. Essa questão é importante para a inteligência emocional: quando as pessoas tem uma boa percepção a respeito dos seus sentimentos, hábitos, gostos e limitações é mais fácil de lidar com eles e evitar com que eles atrapalhem sua vida, tanto pessoal como profissional.

Trabalhar o comportamento dos colaboradores ajuda no clima organizacional. Várias atitudes podem dificultar as relações internas dentro da empresa, trazendo consequências negativas à harmonia do ambiente e atingindo até mesmo a produtividade. 

Imagine uma equipe que não se comunica bem, por exemplo: esse simples ponto pode gerar dificuldades internas, como brigas por falta de compreensão entre os colaboradores, retrabalho por conta de não entender realmente as tarefas; diminuição da motivação da equipe devido esses acontecimentos… tudo isso impacta a qualidade e produtividade dos funcionários.

Outro exemplo importante: um gestor que não passou por um treinamento de liderança eficiente, considerando também os seus comportamentos com a equipe, pode ter posturas e atitudes que contribuam para tornar o clima ruim: aumentar a competição exacerbada no grupo; pressionar excessivamente os colaboradores; não lidar com os conflitos internos e acabar desmotivando seus liderados com suas condutas. Um líder problemático é um dos maiores motivos para pedidos de demissão nas empresas.

Aliás, esse outro ponto em que os comportamentos negativos também afetam as organizações: o aumento da rotatividade. Problemas de relacionamento com a equipe, líderes ineficientes, desmotivação no trabalho são situações que contribuem para o colaborador desejar sair – ou então não alcançar a produtividade esperada e acabar sendo desligado da empresa. 

O turnover é algo negativo para os negócios, pois resulta em prejuízos financeiros, produtivos e de capital intelectual. Quando um funcionário sai, ele leva consigo todos os aprendizados e habilidades desenvolvidas na empresa, além de gerar os gastos com seu desligamento e desorganização na cadeia produtiva. 

Realizar treinamentos comportamentais é uma forma de evitar com que a rotatividade, e todos os outros problemas listados anteriormente, atinjam a empresa e prejudiquem seu desempenho.

Por isso é fundamental investir nesse tipo de ação de educação corporativa, ajudando os colaboradores a despertarem o seu potencial e a corrigirem essas pequenas questões, mas que fazem diferença no dia a dia das equipes.

Como Adotar o Treinamento Comportamental

Para evitar todos esses problemas e melhorar sua gestão de pessoas, é fundamental montar um treinamento que seja eficiente – e que não acabe sendo um desperdício de tempo, esforços e recursos ao não trazer os resultados desejados. 

No caso do treinamento comportamental, é importante considerar essas questões:

Conhecer os colaboradores

Faça um estudo com sua equipe para mapear seus comportamentos, posturas e atitudes, além de montar o perfil desse profissional. Esse profissional sabe trabalhar em grupo? Tem problemas com pontualidade? Como é o seu relacionamento com os colegas e líderes? 

Essas questões ajudam o RH a conhecer esse colaborador e descobrir quais comportamentos seus precisam ser aprimorados e também quais bloqueios estão prejudicando a sua produtividade e crescimento na empresa.

Montar treinamentos eficientes

Com base nessa pesquisa, é possível desenvolver os treinamentos que vão corrigir esses pontos negativos e despertar novas qualidades nos seus funcionários. Para isso, é importante escolher uma metodologia de educação corporativa que seja engajadora e eficiente, caso o contrário a ação não trará os resultados desejados. 

Invista em seus colaboradores! Conheça alguns treinamentos de equipe inovadores para adotar na sua empresa e melhorar a gestão de pessoas.