A avaliação de potencial é uma ferramenta que ajuda a identificar as habilidades e capacidades dos funcionários de uma empresa. Adotar essa metodologia permite com que o RH conheça melhor os colaboradores e candidatos aos processos seletivos e saiba usar os talentos de forma mais estratégica.

Nesse artigo vamos explicar o que é e qual a importância da avaliação de potencial, para que você saiba usar essa ferramenta em favor da sua empresa.

Empresas e Talentos Internos

Uma empresa é feita de pessoas. Não adianta investir nos equipamentos mais avançados, desenvolver produtos e serviços de linha e ter uma excelente campanha de marketing se os seus colaboradores não dão o seu melhor, não realizando um trabalho de qualidade e sendo produtivos. 

Investir nos talentos internos significa investir nos responsáveis por encantar os clientes e garantir que eles sejam fiéis à marca. Imagine ser um consumidor de uma empresa em que as entregas sempre atrasam (por conta dos funcionários envolvidos nos processos logísticos), os produtos/serviços não foram executados da maneira correta e o atendimento é ruim: dificilmente a experiência seria positiva e você voltaria a comprar nesse negócio. 

São os talentos internos que fazem a diferença, especialmente em tempos de mercados tão concorridos quanto os atuais. Os colaboradores que trazem novas ideias e soluções, que realizam o atendimento com um sorriso no rosto, que garantem que todos os produtos e serviços sejam feitos no prazo correto. 

Imagine agora conseguir extrair o melhor de cada funcionário e colocar as pessoas certas nos cargos certos: isso é possível com a avaliação de potencial.

O que é a Avaliação de Potencial?

É uma ferramenta de gestão de pessoas usada para avaliar as capacidades e habilidades dos colaboradores. Ela ajuda a identificar os seus pontos fortes e os passíveis de melhora, além dos traços de personalidade do colaborador, permitindo com que o RH conheça melhor o perfil dos talentos da empresa e saiba como aprimorá-los.

A avaliação de potencial também ajuda a despertar o autoconhecimento dos funcionários, permitindo com que as pessoas tenham maior controle sobre suas carreiras ao conhecer suas fortalezas e fraquezas, investindo em treinamentos e cursos para desenvolver suas capacidades e aprimorar sua vida profissional. 

Desta forma, essa ferramenta oferece para o RH e colaboradores dados e informações importantes, que irão contribuir para montar ações estratégicas para extrair o melhor de seus talentos e aumentar os resultados da empresa.

Por que investir na Avaliação de Potencial?

Existem várias vantagens de se adotar uma avaliação de potencial, como podemos ver acima. Mas como isso funciona na prática?

Escolhas mais assertivas

A avaliação de potencial ajuda o RH a entender melhor o perfil das pessoas, descobrindo seus pontos fortes e fracos. Essa ferramenta pode ser adotada nos processos seletivos para identificar os candidatos mais indicados às vagas ofertadas, reduzindo assim os esforços e o risco de se contratar alguém que não seja realmente adequado para a função.

Além disso, essa metodologia também pode ser usada ao escolher alguém internamente para uma promoção. Nem sempre quem desempenha melhor as funções operacionais ou aquele que consegue ser amigo de todos será melhor para o cargo de liderança. É preciso ponderar bem esta decisão para não se equivocar e acabar prejudicando a equipe ao colocar um líder inadequado. 

Talentos inexplorados

A ferramenta possibilita com que o RH e o próprio colaborador saibam quais são seus pontos positivos e até mesmo seus talentos escondidos. Assim é possível explorar as qualidades dos funcionários, extraindo o seu melhor para benefício das empresas e de suas carreiras profissionais.

Um profissional de T.I pode ter habilidades como paciência e oratória, por exemplo, e desta forma ser identificado que ele tem competência para ensinar. Assim, ele pode ser encarregado de montar treinamentos para educar os colegas em como utilizar melhor os equipamentos para evitar danos e prejuízos, como vírus e lentidão nos computadores da empresa. Um pequeno detalhe, mas que faz a diferença internamente.

Redução da rotatividade

A avaliação de potencial ajuda a descobrir as competências dos profissionais e as áreas em que precisa melhorar, permitindo com que o RH desenvolva suas competências para atingir os resultados ou os realoque em funções mais alinhadas ao seu perfil. 

Um exemplo é uma pessoa que foi contratada para a área de vendas, porém, está com dificuldades para bater as metas. É visto que este profissional conhece o produto ou serviço melhor do que ninguém, sabe ser simpático e tem paciência para falar com outros – só não consegue persuadir a compra tão efetivamente. Quem sabe este colaborador não tenha um melhor desempenho no setor de suporte e pós-venda e se destaque lá?

O turnover é um dos maiores problemas das empresas atualmente. Evitar a saída dos profissionais, seja por conta de um desligamento voluntário ou não, previne a empresa de ter desperdícios financeiros, produtivos e de capital intelectual com as demissões. 

Dicas para fazer a Avaliação de Potencial

Não existe uma receita para fazer a avaliação de potencial – a adoção dessa metodologia varia entre as empresas, suas necessidades e realidades. No entanto, alguns procedimentos relacionados a este estudo são importantes:

Avaliações de desempenho

Essa ferramenta ajuda a verificar como anda a performance do colaborador na empresa, além de descobrir seus pontos fracos e fortes. A avaliação de desempenho é um instrumento parecido com a de potencial, possibilitando com que o funcionário seja analisado em diversos níveis. 

Esse estudo permitirá ao RH ter dados mais sólidos a respeito do desempenho do profissional em suas funções e a percepção dos outros sobre seu trabalho. Essas duas questões poderão dar pistas dos talentos do colaborador e dos pontos que ele precisará desenvolver para ter uma performance melhor.

Treinamentos

Investir em treinamentos é uma ótima forma de desenvolver as habilidades dos funcionários e despertar o seu potencial. São várias as possibilidades de se adotar essa estratégia: para motivar os colaboradores; capacitar a liderança; fortalecer os conhecimentos técnicos; e até para corrigir alguns comportamentos negativos. 

A educação corporativa é fundamental para aprimorar a qualidade do trabalho e produtividade dos colaboradores. Investir nessa estratégia não é tão complicado quanto se imagina: descubra Como Elaborar um Programa de Treinamento em 5 Passos e melhore sua gestão de pessoas!